Saudações agroecológicas!

A agroecologia é uma forma de conhecimento que pretende superar os danos causados à biodiversidade e à sociedade como um todo pela prática da monocultura, do emprego dos transgênicos, dos fertilizantes industriais e dos agrotóxicos.

A proposta da agroecologia faz contraposição a produção centrada na monocultura, na dependência de insumos químicos e na alta mecanização da agricultura, além da concentração da propriedade de terras produtivas, a exploração do trabalhador rural e o consumo não local da produção.

Horta mandala

Sou o Zé Thomaz, biólogo com experiência no ensino superior, permacultor e minhas atividades profissionais são baseadas em princípios agroecológicos e permaculturais.

A possibilidade de praticar uma agricultura livre de veneno, de transgênicos e ética inclusive nos ambientes urbanos é uma forma sustentável de repensarmos os espaços sem utilização e não produtivos e transformá-los em lugares prazerosos e de fartura. Além de embelezar a paisagem urbana com hortas e quintais agroflorestais, estes novos espaços permitirão reduzir a pegada ecológica localmente onde estarão integrados.

Ofereço serviços que adequarão seu espaço ao desejo de comer o que se planta e a relacionar o prazer de comer com a consciência e a responsabilidade ambiental, estabelecendo conexões entre “o prato e o planeta”.

Nossos produtos são da agricultura familiar, elaborados artesanalmente pela culinarista Ester Sneider que pratica uma culinária agroecológica, funcional, livre de corantes, conservantes e aromatizantes artificiais, gordura trans, açúcar e sal refinados. Os insumos utilizados em nossas receitas tais como hortaliças, leguminosas, temperos verdes, ovos, frutas, tubérculos, sementes, cogumelos e ervas para infusões são produzidas em nossa roça agroecológica e de parceiros, 100% livre de veneno, adubação química e exploração de mão de obra alheia.

Atendemos as dietas especiais com restrições alimentares como glúten, açúcar, carne, leite e derivados.

Incentive e consuma alimentos produzidos localmente, sazonais, artesanais e de pequenos produtores,

Abraços e a Revolução será Agroecológica!